Yoga: as diferentes faces deste conhecimento milenar

Atualizado: 13 de Jul de 2020

"Unificar a alma fragmentada é yoga. Dar unidade e coerência à mente onde reina o conflito é yoga. É yoga harmonizar os antagonismos psíquicos. É yoga dar coerência à vida mental." (Professor Hermógenes)


Há um parábola que faz parte do folclore hindu sobre os cegos e o elefante. Ela diz que um príncipe mandou chamar um grupo de cegos de nascença para que descrevessem um elefante. Cada cego tocou uma parte do animal e quando o príncipe pediu que o grupo explicasse o que era, cada descrição era completamente diferente da outra. Isso não quer dizer que eles estavam mentindo, porém, as explicações não.


Primeiramente, precisamos entender o que não é Yoga. Esta é uma importante reflexão, visto que a popularização do termo e da prática vem causando imensa confusão entre as pessoas.

Lembrando que o objetivo aqui não é ser intolerante, mas ir ao âmago deste conhecimento. Yoga não é ginástica, não se resume a corpos magros executando posturas nas redes sociais, mas com certeza a sua prática, além de deixar o corpo físico forte e saudável, proporciona o equilíbrio entre corpo e mente. Yoga não é uma religião, mas sem dúvida aprimora o contato com a espiritualidade, com a sensação de que há algo maior e mais poderoso além de nós. Costumamos dizer que o Yoga é aquilo que ocorre fora do tapetinho, no dia-a-dia, nas nossas atitudes. É agir com desapego, amor, pureza, respeito, disciplina, paz, verdade, ética, equanimidade. E quando escolhemos praticar Yoga de corpo e alma, com paciência e disciplina, tais qualidades vão sendo despertadas em nosso ser. Mas como isso acontece?

Yoga é uma disciplina que exige anos de dedicação e empenho para que possamos começar a compreender como estes processos internos ocorrem, pois Yoga é também toda a profundidade do nosso ser.

Segundo Hermógenes, Yoga é o caminho de volta pra casa, a volta para a nossa morada interna. Mas, se precisamos voltar para este lugar, é porque em algum momento saímos deste lugar que já nos era conhecido, não é? E como na parábola do elefante, cada descrição que encontramos tem a sua verdade, mas muitas vezes não representa o TODO. Entretanto é através destas inúmeras explicações que vamos aos poucos entendendo sua magnitude, conscientes de que a verdadeira compreensão, a que acontece de dentro para fora, só acontece após a prática vivencial. Portanto, Yoga é o caminho da libertação pelo qual o ser humano consegue unir todos os aspectos do seu ser, é aceitar-se, observar-se, sentir-se, conhecer-se. É abraçar a vida em todos os aspectos. Segundo Iyengar, “ o Yoga é uma ciência integrada que pode devolver ao ser dividido do homem a sua totalidade e a saúde plena”.

Através da prática de Yoga, entramos em um processo de integração destas diferentes partes do nosso ser, e isso precisa ser feito com cuidado, honrando nossa diversidade. A prática séria e constante nos leva a um processo de reconhecimento dos aspectos físico, energético, mental, emocional e espiritual.


Nas próximas postagens iremos explorar melhor estas diferentes abordagens.


42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Plenitude

  • Youtube

© 2020 Jardim Yoga. Londrina - PR

 

Por                     

credits-branco.png